Compartilhar

Black Friday ➔ Data Friday

Black Friday ➔ Data Friday

Espera-se que a Black Friday deste ano seja um marco na história digital do Brasil. Após quase dois anos de pandemia, a adoção ao on-line cresceu exponencialmente no mundo e também em todo o País. Apenas para se ter uma ideia, o Cisco Annual Internet Report estima que o volume de pessoas conectadas à internet em 2023 será de 5.3 bilhões de internautas (66% da população mundial).

Por outro lado, a crise econômica gerada significativamente pela pandemia, começa a chegar ao fim, dando lugar a uma recuperação – muito disso devido à reativação de serviços que estiveram limitados pelas restrições. Isso será um grande impulso para as vendas digitais durante esta data. É o caso do turismo, por exemplo, setor que espera uma recuperação muito rápida e importante, ou da indústria automotiva pela recuperação da produção de dispositivos eletrônicos faltantes.

A COVID-19 gerou mudanças culturais de todos os tipos, muitas delas orientadas pela forma como compramos, trabalhamos e nos comunicamos. O volume de pessoas que hoje compram roupas em um dispositivo conectado à internet é agora muito maior do que no ano passado. Algumas mudanças nos hábitos de consumo aconteceram (e ainda estão acontecendo) neste segundo ano de pandemia, visto que muitos especularam que o vírus seria controlado em um ano, e não em dois – como podemos finalmente observar.

Além disso, o excesso de estoque de produtos ou a escassez de vendas por falta de trabalho, somado à queda de receita e à inflação, faz com que muitas empresas tenham que gerar estímulos muito agressivos, como fortes descontos, para cumprir a meta anual.

É por tudo isso que a expectativa desta próxima Black Friday é tão grande. Essa espera, sem dúvida, faz crescer os investimentos em mídia digital. Logo, para se ter retorno desse investimento, a otimização baseada no uso de dados e tecnologia será determinante. Sem dúvidas, a ação deste ano tem tudo para ser um marco em vendas on-line de bens e serviços e, consequentemente, na utilização de dados para audiências. Afinal, resultados que ultrapassam 20 vezes o ROI obtido em campanhas que usaram audiências personalizadas de terceiros em relação às audiências de Walled Gardens, geram uma ambição superlativa para esta Black Friday.

Audiências que permitem expandir sua própria base de compradores sem perder sua afinidade com o produto, assim como otimizar a frequência ao selecionar o público que tem a maior probabilidade de compra, são dois dos segredos para gerar um ROI positivo. Aqueles que destinarem uma porcentagem do investimento em Mídia Digital na compra de dados para impactar as pessoas mais indicadas com seus anúncios, serão os vencedores em termos de retorno sobre os investimentos feitos. Não se trata apenas de publicar para vender, mas de entender quem e quantas vezes impactar para obter um resultado positivo.

Autor: Sebastián Garcia Padín, Country Manager Brasil na Retargetly.