Compartilhar

O Futuro das Campanhas Digitais será Sustentável

O Futuro das Campanhas Digitais será Sustentável

A indústria tem enfrentado grandes desafios, e a sustentabilidade desponta como um dos mais prementes, conforme revela o relatório “Sustainability in Digital Advertising”, da IAB Europa. No cenário da publicidade digital, a preocupação ambiental ganha cada vez mais destaque, rivalizando até mesmo com a questão da privacidade. Desta forma, a capacidade de segmentar e medir campanhas sem depender de cookies emerge como uma prioridade crucial, e o futuro do mercado será moldado significativamente pela forma como essas campanhas sustentáveis são concebidas e executadas de maneira responsável nos próximos anos.

Atualmente, as tecnologias digitais contribuem, em nível global, com cerca de 4% das emissões de gases de efeito estufa (GEE), e pesquisas conduzidas pelo Projeto Shift apontam um aumento anual de 9%.  

Estabelecer práticas sustentáveis

Para impulsionar nossa indústria em direção a um futuro sustentável, a colaboração é a chave mestra. É hora de medirmos não apenas o sucesso das nossas campanhas, mas também a quantidade de CO2e (dióxido de carbono equivalente) que produzimos e seu impacto no planeta. Estabelecer padrões consistentes para ações práticas é primordial, mas também precisamos fornecer ferramentas e soluções inovadoras para reduzir as emissões de carbono provenientes dos anúncios digitais. A educação contínua desempenha um papel vital, capacitando profissionais a adotarem práticas mais sustentáveis. Porém, é o compromisso firme com a sustentabilidade que verdadeiramente catalisa a mudança. 

Por onde começar?

A medição da pegada de carbono é essencial para entender o impacto ambiental de uma empresa. Esses além de estabelecer metas tangíveis de redução. Por exemplo, se identificarmos que a maior parte das emissões vem da infraestrutura, sabemos onde concentrar nossos esforços para diminuí-las.

Isso é a base para construir estratégias de sustentabilidade eficazes, promovendo tomadas de decisões embasadas e ajudando a priorizar ações que estabelecem a responsabilidade pela melhoria contínua. Sem uma medição precisa, é difícil progredir em direção às metas de sustentabilidade.

Além disso, ao analisar o impacto de uma campanha digital, olhamos para duas partes principais: a alocação de espaço publicitário e a entrega da publicidade. A alocação é feita por meio de algoritmos de troca de dados e um sistema de licitação, enquanto a entrega envolve o uso de dispositivos, como computadores, tablets e smartphones, para visualizar os anúncios. Essa análise detalhada nos permite entender melhor o verdadeiro impacto de nossas campanhas e orientar nossos esforços em direção a práticas mais sustentáveis.

  1. Reduzir

Para avançarmos em direção a práticas mais sustentáveis na indústria de Adtech, é necessário ir além da medição e identificar áreas onde podemos intensificar o gerenciamento de recursos. Otimizar processos e reduzir o desperdício são passos intrínsecos a esse caminho. No entanto, ainda há muito a ser feito para entender como aplicar efetivamente medidas de eficiência energética e redução de emissões sem comprometer nossas operações. Então, o que podemos fazer para diminuir a pegada de carbono de nossas campanhas?

Primeiramente, escolher parceiros comprometidos com a sustentabilidade é essencial. Além disso, focar em dispositivos mais sustentáveis, como laptops, e formatos de anúncios com menor consumo, como display, nativo e vídeo, podem fazer uma grande diferença.

Reduzir a duração dos vídeos para um máximo de 15 segundos, priorizar criativos mais leves e simplificar as métricas de avaliação são outras estratégias importantes. Além disso, optar por horários fora de pico e entregas locais, estar em conformidade com SPO (Supply Path Optimization) e fazer parcerias diretas com publishers são práticas que podem ser adotadas.

E lembre-se, os esforços para reduzir a pegada de carbono não comprometem o desempenho das campanhas. Pelo contrário, a redução das emissões de carbono deve ser considerada como um KPI para avaliar o sucesso das iniciativas. 

  1. Compensação

A compensação de carbono pode ser uma ferramenta útil no esforço mais amplo para combater as alterações climáticas, mas deve ser utilizada criteriosamente e como parte de uma estratégia de sustentabilidade abrangente, que dê prioridade à redução das emissões na fonte. Muitas vezes, as empresas negligenciam as duas primeiras etapas e se concentram na compensação com plantação de árvores ou compra de crédito de carbono. 

Porém, como a atividade na indústria de Adtech gera emissões de carbono que são difíceis ou impossíveis de eliminar totalmente, a compensação de carbono pode ser importante para compensar as suas atividades.

  1. Relatórios

Em um mundo cada vez mais consciente, a transparência e a comunicação se tornam pilares fundamentais das práticas sustentáveis. Os relatórios ambientais não são apenas uma obrigação, mas sim uma oportunidade para estabelecer confiança e compromisso com todas as partes interessadas.

Por meio desses relatórios, as organizações têm a chance de mostrar seu compromisso com o meio ambiente, compartilhando não apenas seus sucessos, mas também os desafios enfrentados e os passos tomados em direção à sustentabilidade. Essa transparência não apenas fortalece os laços com clientes, investidores e comunidades, mas também inspira outros a seguirem o exemplo.

Desde a importância da medição da pegada de carbono e a implementação de práticas eficientes, até a necessidade de transparência e comunicação aberta sobre os esforços sustentáveis, é premente reconhecer a urgência de colaboração e ação coletiva para enfrentar os desafios ambientais, adotando medidas como a escolha de parceiros comprometidos, a otimização de processos e a conscientização sobre o impacto das campanhas. Com o compromisso conjunto de promover a sustentabilidade, podemos transformar a indústria, construindo um futuro onde a responsabilidade ambiental é prioridade e a inovação é impulsionada pela consciência ecológica.

Autor(a): Caroline Millié Figueiredo, Head of Marketing Equativ no Brasil.