Compartilhar

Desafios do Comitê de Veículos para 2017

Desafios do Comitê de Veículos para 2017

A sensação de conhecer todos os inimigos dá um certo alento. Nem que seja só por um instante.

2016 foi o pior ano da história da indústria digital brasileira. Se na crise de 2002 éramos um bando de entusiastas trabalhando num mercado novo e desconhecido, hoje nossa estrutura digital é robusta, difusa, com players mundiais atuando por aqui e considerando o Brasil importante na sua operação global, quer seja pela pujança que temos para quase tudo que aparece nas telas que interagimos, quer seja por nosso tamanho continental.

Nós publishers sentimos o baque, e como. Conhecemos os adblockers, deixamos de vender só CPM, nos assustamos com as fraudes, aprendemos o programático em pleno voo, encaramos o viewability como métrica, perdemos relevância nas gerações de leitores mais novos, respira… tudo isso envolto na maior crise econômico-política da história. O lado bom é que sairemos dessa crise de identidade com uma espessa camada de experiência. O ruim é que este cenário deverá continuar em parte de 2017. E o alento é que não deveremos ter nada mais tão assustador no curto ou médio prazos. Os inimigos estão todos aí e já aprendemos a lidar com eles. Agora é tempo de evoluir conceitos.

Assim, em 2017 o Comitê de Veículos propõe duas frentes de trabalho que já foram abordadas em 2016, mas que tiveram seus conceitos evoluídos e passíveis de discussão. A primeira frente trata da apresentação dos novos formatos de publicidade IAB baseados na melhor experiência do usuário e aplicando os conceitos LEAN e DEAL. Não, você não precisará redesenhar seu portal por causa disso. Trata-se muito mais de estar em conformidade com algumas boas práticas que visam melhorar a relação do usuário com a publicidade digital. Este movimento está se iniciando nos Estados Unidos e em breve as marcas globais deverão nos pedir tal aderência. No segundo grande tema discutiremos modelos de promoção de conteúdo Native como ferramenta efetiva tanto dentro de nossas páginas como para alcançar audiências além de nossas propriedades. O Native em mercados mais maduros cresce a passos largos. Aqui anda mais devagar – por causa da crise, mas deverá emplacar em 2017. Novos players e novos modelos chegaram ao país e vamos entender o que pode ser feito nesse campo, principalmente no mobile onde o Native tem bastante sinergia e nossa audiência mais cresce. Por fim não deixaremos de discutir o já conhecido programático e seus rumos no meio. Afinal esta é a área da indústria que mais evolui.

O inverno ainda se mostra rigoroso. Mas sabemos quem temos de enfrentar. Vamos arrumar as aletas das flechas. Um bom 2017 a todos!

Saiba mais sobre o comitê de Veículos


Fevereiro 2017
Participe dos comitês do IAB Brasil e saiba mais sobre o tema junto de outros profissionais do mercado digital. Entre em contato com comites@iabbrasil.org.br