TV CONECTADA, VÍDEO E STREAMING NA PUBLICIDADE DIGITAL | CURSO CONFIRMADO
Data
Data: 12 e 13 de junho | CURSO CONFIRMADO
Horário
Horário: 08h30 às 11h30
Local
Local: ONLINE

TV CONECTADA, VÍDEO E STREAMING NA PUBLICIDADE DIGITAL | CURSO CONFIRMADO

 

O mercado de transmissão, produção e distribuição de vídeo está em pleno processo de transformação e desenvolvimento. Estão surgindo novos players, abordagens de negócios diferenciadas e novos comportamentos e exigências de consumidores cada vez mais digitalizados.

Diante desse cenário, as organizações do setor precisam acelerar a adoção de tecnologias disruptivas, buscar um novo posicionamento, desenvolver novos produtos e reestabelecer seus diferenciais, sua oferta de valor e suas fontes de receita.

Esse curso abordará este assunto que vem conquistando cada vez mais importância e que, hoje, já é parte substancial das nossas rotinas: a convergência das telas – um tema em ascensão e que, especialmente durante o período de isolamento social nesta pandemia, ganhou proporções que merecem a atenção das marcas.

À medida em que o mercado das telas conectadas se expande e movimenta a publicidade digital, os desafios e as oportunidades dos players da área seguem aumentando, tornando o ecossistema digital mais complexo, atrativo e lucrativo.


Para realização deste curso será preciso alcançar o quórum mínimo de alunos inscritos. A realização poderá ser confirmada/alterada até 7 dias antes da data de início.

Professores

Foto do(a) professor(a) Edvaldo Silva
Edvaldo Silva

Diretor LatAm da Zefr, Mestre em Artes e Multimeios pela Unicamp e ocupou cargos de liderança em empresas como Disney, Grupo Abril, Terra, Movile e Integral Ad Science. É autor do livro “Da Válvula ao Pixel – A Revolução do Streaming”, lançado com sucesso no Brasil e em Portugal pela Editora Lisbon Press. Além disso é co-autor de Mídia Programática, primeiro livro sobre o tema no Brasil, lançado pelo IAB (Interactive Advertising Bureau) em novembro de 2015. É também colaborador do livro Avanca Cinema 2011, com as principais teses sobre o setor audiovisual, selecionadas para o festival de Cinema e Audiovisual da Universidade de Aveiro em Portugal em 2011.

Foto do(a) professor(a) Karin Ribeiro
Karin Ribeiro

Desde o início de 2020 como Head de Monetização Digital no SBT, já esteve na área de monetização digital dos veículos Ed. Globo e Valor Econômico além de ter passado por empresas como Predicta, Aunica e Agência Click.

Foto do(a) professor(a) Lilian Prado
Lilian Prado

25 anos de experiência em mídia digital. Especialista em vídeo advertising e TV conectada, trabalhando com as marcas e suas agências de publicidade nas melhores soluções de mídia online.

Foto do(a) professor(a) Marcos Cabrera
Marcos Cabrera

Graduado em engenharia civil na USP, com MBA na FGV em Gestão Estratégica de Negócios acumulei mais de 17 anos de experiência em agência de publicidade e veículo de comunicação, na liderança de diversas áreas como: Mídia (performance, online e offline), Business Intelligence, Planejamento, Operação Comercial, Produtos Digitais, Criação e Produção de Merchandising (Branded Content) e Novos formatos Publicitários.

PÚBLICO

O curso é ideal para profissionais de Agências, Anunciantes, Veículos, e participantes do ecossistema da Mídia Digital.

AO TÉRMINO DO CURSO VOCÊ VAI

Ter a oportunidade de entrar em contato com as principais características do mercado de CTV, tendências da indústria global e nacional, conceitos, siglas e modelos de compra do mercado de vídeo e streaming. Nesse curso também serão abordadas as particularidades de entrega de ads no ambiente de TVs conectadas, incluindo a gestão dos ad pods, a necessidade de gerenciar picos de requests na transmissão de programas ao vivo e aspectos a serem levados em conta para entregar uma experiência de “televisão” para as audiências, sem latência, variação de qualidade de imagem e som.

BENEFÍCIOS
  • Material completo em PDF;
  • Certificado de Conclusão de curso pelo IAB Brasil.
INFORMAÇÕES IMPORTANTES
  • O link para acessar a plataforma de transmissão da aula será enviado por e-mail 24h antes de cada módulo;
  • O material do curso será disponibilizado ao término dos dois módulos;
  • As aulas são ao vivo e não ficarão gravadas.

Módulos

MÓDULO 1 - Contexto e conceitos, modelos de negócios. Ecossistema de vídeo e streaming.

Porfessor(a): Lilian Prado – Country Manager Brazil na Showheroes

CONTEXTUALIZAÇÃO

  • Linha do tempo mostrando a mudança do comportamento do consumidor a partir da chegada dos serviços de streaming, novos modelos de distribuição de conteúdo (devices e APPs) , explosão do consumo durante o isolamento social,  movimento cord cutters, serviços de streaming gratuitos e o poder da tela grande.
  • janela de oportunidade para as marcas se apropriarem deste ambiente, conhecerem e aprenderem com o comportamento desta audiência que vem migrando de forma irreversível para o consumo de vídeo distribuído através da internet.
  • Modelos de negócios

CONCEITOS:  

OTT vs CTV  – diferenciar o conceito partindo de OTT como termo genérico que abrange a entrega de conteúdo de vídeo pela Internet com qualquer dispositivo, o que inclui também desktop, mobile, tablets além das Smart TVs, vídeo games, sticks e setup boxes.

MODELOS DE DISTRIBUIÇÃO DE CONTEÚDO:

STREAMING : Conteúdo transmitido através de uma conexão de internet.

ONDEMAND : Conteúdo transmitido através de uma conexão de internet e que fica disponível para o espectador escolher quando assistir. Não tem grade de programação

LINEAR : Conteúdo distribuído em horário pré-determinado pela emissora

 

MODELOS DE NEGÓCIOS:

AVOD – “Advertising-based Video on Demand”: Serviços de streaming de vídeo com acesso gratuito ao usuário e monetizados por anúncios. Exemplos: RakutenTV, Vix, Pluto TV e etc.

SVOD – “Subscription Video on Demand”: Serviços de streaming de vídeo por assinatura, em que o usuário paga uma taxa (geralmente mensal) pelo acesso ao conteúdo. Exemplos: Netflix, Amazon Prime, Disney+ e etc.

TVOD -“Transactional Vídeo on Demand”: Modelo em que o usuário paga para comprar ou alugar apenas o conteúdo específico que deseja ver, ao vivo ou por tempo limitado, como filmes, séries ou partidas de futebol. Exemplos: Claro TV+, Vivo Play e Premiere.

FAST Channel– “Free ad-supported streaming TV services”: Essencialmente, trata-se de transmissão de conteúdo através da internet, sem assinatura. Canais FAST estendem o serviço de canais de TV lineares tradicionais para dispositivos conectados à Internet, como CTV

MÓDULO 2 - Tendências e diferentes players

Porfessor(a): Karin Ribeiro

  1. Os principais players no segmento de streaming: Produtores e Distribuidores de conteúdo – OEMs (original equipment manufacturers), Broadcasters, Telcos, Produtores de Conteúdo Digital -, desenvolvedores de playout; fornecedores de soluções para publicidade – SSAI (Server Side Ad-Insertion), SSPs, DSPs, DMPs, ad-servers, empresas de mensuração, métricas e performance, fornecedores de serviços de Identity e verificação.
  2. A explosão dos modelos de streaming baseados em publicidade: o crescimento dos serviços AVOD (ad-supported video on demand) e o impacto nos modelos de negócio; as mudanças no comportamento dos usuários, incluindo adoção o streaming como serviço essencial no domicílio e a relação destes consumidores com a publicidade; o crescente aumento da streaming TV com forma de consumo não apenas de conteúdo on-demand mas também de conteúdos lineares, transmissões ao vivo e de notícias. A publicidade no streaming e as soluções para torná-la dinâmica, interativa e personalizada; a tecnologia como instrumento de eficiência nas transações de publicidade, na otimização do aproveitamento dos breaks de publicidade (ad pods) e outros aspectos da tecnologia para publicidade.
  3. Identidade e Privacidade: como questões globais como eliminação dos cookies, Privacy Sandbox e redução de sinais devem impactar a publicidade. Estratégias de Audiência e Identidade, incluindo Clean Rooms e Shared IDs. As mudanças futuras na legislação e regulamentação em torno de dados e privacidade.
  4. Inteligência Artificial e a otimização do conteúdo e da entrega de publicidade: IA e machine learning como fatores de transformação da experiência de streaming TV. A IA como ferramenta de melhoria da experiência de conteúdo. O impacto da IA na publicidade em streaming, incluindo creative review, curadoria de audiências, forecasting, gestão de preços, gestão de ad pods, set up e pacing de campanhas, etc. Impactos na criação de anúncios – formatos responsivos, análise de sentimento, cross-platform synergy.
MÓDULO 3 - Planejando: Estratégia / Audiências / Formatos / KPI’s

Porfessor(a): Marcos Cabrera – Head de Mídia e Plataforma na Ogilvy Brasil

  • O sucesso de uma campanha no ambiente de CTV depende primariamente da mudança de mindset de quem está por detrás da marca – cliente ou agência – e do entendimento de que se trata de um novo meio que exige linguagens, dinâmicas criativas, formatos e principalmente uma experiência contínua do assistir TV. 
  • A publicidade em CTV não pode ser considerada como um break mas sim uma continuidade do entretenimento que está sendo consumido e para isto algumas etapas seja na definição da estratégia de uma campanha (branding, performance, tune-in etc..), na definição dos kpi’s (que precisam ser claramente diferentes dos que são usados em outros meios), na definição dos objetivos (lead, venda, awareness, engajamento…), no entendimento do meio e tudo o que ele pode oferecer e entregar (formatos e resultados) e qual a audiência que será atingida são etapas fundamentais.
  • CTV tem um papel de complementaridade quando se pensa em plano de mídia mas também tem um papel game changer quando o assunto é conexão e para isto apresentaremos um “passo a passo” focado em ajudar nas etapas de: 
  • definição de estratégia de marca/campanha/comunicação;
  • entendimento do meio e onde ele se encaixa no funil (papel, formatos, segmentações, métricas, outputs, etc);
  • definição dos kpi’s específicos ao meio e como o meio será analisado;
  • entendimento da audiência e a definição de público target (mergulhando em dados, segmentações, hábitos de consumo);
  • planejamento e criação da campanha (formatos / narrativas adaptadas ao meio e não a mesma campanha usada em outro meio);
  • avaliação de resultados e ajustes always on de rota junto ao meio.
  • Trazer insights sobre o novo consumidor e como é importante conhecer a audiência e o que ela valoriza, como avaliar campanhas, como monitorar e acompanhar os esforços e desmistificar o meio quanto ao tamanho de campanhas (investimentos), nacional vs regional, verticais vs endêmicos etc

 

MÓDULO 4 - Brand suitability/brand safety métricas e mensuração

Porfessor(a): Edvaldo Silva

Brand suitability – ebrand safety em CTV 

As métricas de adequação de marca (brand suitability) e segurança de marca (brand safety) são aspectos cruciais na publicidade em TV Conectada. Nesse curso iremos abordar as estratégias mais utilizadas e métodos de mensuração relevantes para garantir a adequação e segurança da marca em campanhas de publicidade em CTV.

Introdução 

– Breve visão geral da publicidade na TV conectada (CTV) e seu significado.

– Explicação sobre o que é brand safety & brand suitability: definições, diferenças e por que são importantes.

– A importância de manter a segurança e a adequação da marca no ecossistema de publicidade digital.

  • Compreendendo a segurança e a adequação da marca em CTV

– Aprofunde-se no que constitui brand safety e brand suitability, especificamente no contexto da publicidade em CTV.

– Desafios e riscos comuns associados à brand safety e brand suitability  em exemplos do mundo real de CTV, destacando as consequências de negligenciar a segurança e a adequação da marca.

  • Métricas para medir brand safety e brand suitability

– Introdução às principais métricas e indicadores usados ​​para medir a segurança e brand safety e brand suitability  na publicidade em CTV.

– Como interpretar essas métricas para avaliar o risco e o alinhamento com os valores da marca.

– Ferramentas e tecnologias disponíveis para monitorar e medir a segurança e adequação da marca.

  • Estratégias para garantir a segurança e adequação da marca

– Visão geral de estratégias proativas e reativas para gerenciar a segurança e adequação da marca.

– Melhores práticas para desenvolver uma política de segurança de marca adaptada à publicidade em CTV.

– Técnicas para empregar segmentação contextual e verificação de conteúdo para melhorar a adequação da marca.

  • Implementando Métodos de Medição 

– Guia passo a passo sobre como configurar sistemas para monitorar e medir métricas de brand safety e brand suitability.

– Exemplos reais de estratégias eficazes de medição e resposta.

– Discussão sobre o papel da IA ​​e do aprendizado de máquina no aprimoramento das medidas de brand safety

  • Sessão Interativa: Perguntas e Respostas 

– Os participantes se dividem em pequenos grupos para discutir um breve estudo de caso ou cenário relacionado à brand safety e suitability  em CTV, aplicando os conceitos aprendidos.

– Reúna-se novamente para uma sessão guiada de perguntas e respostas, permitindo que os participantes façam perguntas e compartilhem ideias do workshop.

  • Conclusão

– Recapitulação dos principais pontos abordados

– Incentivo à aplicação das estratégias e métodos de medição aprendidos nas campanhas publicitárias de CTV dos próprios participantes.

– Recursos para aprendizagem adicional

– Observações finais

ONLINE

PARA COMPRAR COM DESCONTO DE ASSOCIADO, FAÇA SEU LOGIN